[ARENA] Fwd: REUNIÃO AMANHÃ - ARTES VISUAIS pelas 19h no Carpe Diem na Rua de O Século 79, ao Bairro Alto.

Virginia Valente virginia.not.wolf gmail.com
Quarta-Feira, 7 de Julho de 2010 - 11:40:04 WEST


Caros:
É com algum pesar que recebo estas notificações de crise na área da Cultura. 
A primeira reacção é a de pensar na quantidade de artistas que vai deixar de receber subsídios. 
Para muitos projectos consequentes, do ponto de vista do aproveitamento social e económico, esta medida é injusta.
Por outro lado, da perspectiva dos projectos que pouco ou nada retribuem para a sociedade, e sendo a sociedade que legitima essa figura do Estado providente, é uma medida justa, tão justa como qualquer outro corte noutro sector (a educação e a saúde, por exemplo). Vem no seguimento das medidas de contenção.
Lendo as notícias, há um número cada vez maior de portugueses cujas dificuldades financeiras se agravam nos seus níveis mais elementares. Naturalmente, deixam de ir ao teatro, à dança, ao cinema e afins. Terá de ser o Estado (nós - eu?) a sustentar uma actividade inconsequente ou aceitamos todos esta cultura tautológica cujo público é, maioritariamente, os seus produtores? Será o Estado moralmente obrigado a comprar obras de arte num momento em que fecha escolas e hospitais?
Há efectivamente "a inexistência de uma política cultural sustentada para o sector". Pergunto-me de que tomada de posição se trata nesta reunião à qual não assistirei, pelas minhas distâncias geográfica e sectorial. Gostaria de vir a saber em que deu essa discussão e se estão em cima da mesa propostas para o problema que preocupa a Cultura: dinheiro. Se há ideias de novos sistemas de gestão da coisa, de rentabilização dos projectos, de parcerias com investidores privados que recebam benefícios fiscais por ajudarem projectos culturais com determinados fins sociais, se os projectos em execução são da ordem do gosto ou da pertinência. Estarão os produtores dispostos a participar da constituição de uma política para a cultura que se furte a incluir o Estado como razão principal da sua existência? 
Faz falta esse tipo de pensamento positivo que esquece a manifestação do "bate-pé" e reage, que percebe que se é altura para a mudança em tudo, talvez seja, também, altura de protestar diferentemente, provando a capacidade criadora e criativa desta classe trabalhadora cuja função é fomentar a evolução conceptual de um país (estando a discussão centrada na responsabilidade do Estado).

Gosto muito de assistir a espectáculos, visitar cinemas e exposições. Preferiria, como diz um amigo meu, que o Estado financiasse o acesso à Cultura (formação do apreender) em vez da sua produção. 
Gostaria, igualmente, de me sentir menos constrangida ao receber petições públicas para assinar como palavra de ordem e mails destes, que impõem a união com os seus pontos de exclamação, sem ter recebido nenhum antes que questione a dependência da Cultura em relação ao Estado, discussão que, assumindo que exista, é tão discreta que invisível nesta plataforma de discussão artística. O meu constrangimento prende-se com a evidente simpatia em relação às artes e à cultura e desprende-se a partir do momento em que é o enfado o primeiro sentimento ligado a estas questões dactilografadas a papel químico de ano para ano e há décadas, seja um crise local, seja mundial.

Bom dia e boa sorte.

Virgínia Valente
..................................
http://not-wolf.com
..................................
+351 96 463 30 71



On Jul 6, 2010, at 11:50 PM, Aida Castro wrote:

> 
> 
> Begin forwarded message:
> 
>> From: natxo checa <prazeres  zedosbois.org>
>> Date: July 6, 2010 5:33:42 PM GMT+01:00
>> Subject: REUNIÃO AMANHÃ - ARTES VISUAIS pelas 19h no Carpe Diem na Rua de O Século 79, ao Bairro Alto.
>> 
>> REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA AMANHÃ - SECTOR ARTES VISUAIS 
>> AMANHÃ, dia 7.06, pelas 19h no Carpe Diem na Rua de O Século 79, no Bairro Alto.
>>  
>> No seguimento da Plataforma Geral da Cultura, que decorreu ontem dia 5.07 no Teatro Maria Matos reunindo as plataformas de profissionais do teatro, cinema e dança, assim como outros individuais independentes das várias áreas da criação cultural, decidimos que seria importante organizar uma comissão representativa dos profissionais das artes visuais, a juntar às demais criadas pelos os outros sectores da cultura.
>>  
>> A situação é muito grave, é urgente tomar uma posição.
>> Os diferentes cortes orçamentais que o governo anunciou, aliados ao corte total das verbas destinadas a aquisições de obras para colecções do Estado, a inexistência total de uma política cultural sustentada para o sector, colocam-nos, e ao país, perante consequências desastrosas.
>>  
>> Assim convocamos todos os artistas, produtores, agentes, curadores, iniciados, para uma reunião AMANHÃ, dia 7.06, pelas 19h no Carpe Diem na Rua de O Século 79, ao Bairro Alto.
>>  
>> O momento é agora, vamo-nos unir!!!
>>  
>> Passem a palavra
>>  
>> A Comissão Provisória
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
>> 
> 
> _______________________________________________
> ARENA mailing list
> ARENA  lists.virose.pt
> http://lists.virose.pt/mailman/listinfo/arena_lists.virose.pt

-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://lists.virose.pt/pipermail/arena_lists.virose.pt/attachments/20100707/6838f157/attachment-0001.html>


Mais informações acerca da lista ARENA